CONTENT OF PAGE

Comer bem na rua não é tão dificil como parece

Guilherme Poyares | 25/11/2019

Comer bem na rua não é tão difícil como parece

Manter uma alimentação saudável na rua é uma tarefa difícil frente as diversas opções e tentações que estão à disposição.

Precisamos negociar diariamente a escolha dos alimentos sem radicalismo ou “terrorismo nutricional” e manter a prática regular de exercícios. 

Para todos que comem fora, o recomendado é sempre o mesmo: evitar as frituras e ingredientes refinados. 

Na maioria dos lugares existem opções saudáveis disponíveis. O segredo é saber escolher.

Existem estratégias para tornar possível fazer o melhor que se pode quando comer na rua

Lembre que o ótimo é inimigo do bom, faça o melhor que puder sem se preocupar com a perfeição

Nunca vá fazer uma refeição com fome, coma algo uns 10 a 20 minutos antes de chegar no restaurante se estiver com fome, nós não tomamos a melhores decisões alimentares quando estamos com fome.

Se sabe que vai em lugar sem boas opções ou com muita tentação procure comer antes de ir

Em um buffet procure se servir primeira de salada e de carne para depois colocar outras coisas.

Em restaurantes por quilo, procure antes percorrer todo o buffet e pré-selecionar o que você pretende consumir.

Em restaurante com cardápio (a la carte) costumam ter saladas como proteínas de bom tamanho como a salada césar

Em padarias uma boa opção é o omelete com queijo

Em lanchonetes e hamburgueria você pode pedir o lanche sem pão ou não comer o pão, e não peça batata frita

Em botecos existe boa opção como o ovo cozido ou pernil

 

Organização é tudo! A melhor opção para não passar fome e recorrer aos alimentos não saudáveis durante o dia é planejar-se e levar lanchinhos na bolsa ou na mochila.

 

 

 

 

compartilhe este post

#vemsecuidar